quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

BOBAS FESTAS

paulo vieira by heurtebize


natal com rúcula e manga rosa


.



uva passa e uva fresca, ameixa gigante, rúcula com manga rosa, castanha daqui e de lá também, azeitona, nêspera, kiwi, e um etcetera colorido de frutas, legumes e verduras sobre a mesa para a ceia de natal, além é claro do delicioso peru com nome em inglês. tentei evitar ao máximo o velho obeso e sua barba calorenta, mas trouxeram ele junto com a mulher, assim não pude barrar sua entrada: duas velas de natal em forma de mamãe e papai no... ah você já sabe, não vou repetir o nome desse 'velho capitalista' como diz certa música de ex-meninos revoltados contra o sistema, ou a engrenagem, que faria as rodas do trenó girarem, se trenó tivesse rodas.

enfim, minha satisfação mesmo foi acender as velas e ver o gorro daquele filho da puta pegando fogo e da mulher dele também, enquanto eu me deliciava pela primeira vez, sem remorso, com minha salada de rúcula e manga rosa. nessa hora me lembrei dos caixas e embaladores de um supermercado aqui perto de casa, lá onde comprei a rúcula e a manga rosa. esses trabalhadores além do salário de fome e das infinitas horas de trabalho ainda precisam usar nessa época do ano uma porra de um gorrinho ridículo que nunca combina com a roupa e que dá ao trabalhador um ar de imbecil.

fiquei pensando nisso e depois olhei para a minha salada, e lembrei das muitas crianças que naquele momento estavam se alimentando bem, e na grande maioria delas que estava provavelmente comendo migalhas, ou às vezes até umas comidinhas legais oferecidas pela turma dos caridosos. honestamente, é verdade que no natal muita gente se esforça para que muita gente tenha o que comer, e é verdade também que eu me esforço pouco, agora o problema é de data. jesus bem que poderia ter nascido no dia primeiro de janeiro, no dia dois também e no dia três e no quatro e no cinco, aliás, todos os dias do ano, pra ver se mais gente ajudava mais gente a comer todo dia.

você pode estar se perguntando 'uma historinha de natal no dia 26? mas o natal foi ontem!'. pois é. acontece que hoje a barriga ronca também. estômago vazio não conhece calendário. os dias vão passando, o natal vai ficando para trás, se transformando apenas em uma lembrança de um dia só, como deve ser. assim, o natal chega até a dar saudades, principalmente nas criançinhas mortas de fome. mas deixemos de lado essas coisas tristes, afinal, hoje, quer dizer, ontem foi natal. e meu recado, meio atrasado, para você nesse dia especial é: no próximo natal experimente uma deliciosa salada de rúcula com manga rosa.
.
.
inédito de paulo vieira, 26.12.2007

2 comentários:

sualessandra disse...

Paulo! Nunca pensei que escrevias desta forma =0, na verdade já sabia que escrevias bem, mas poesias! Não pensei que tb tinha esse espírito revolucionário de pessoa que não dá a mínima para alguns valores ridículos que só "funcionam" no Natal...,e no dia seguinte todo mundo está se matando de novo...sem a caridade do ilustríssimo natal....

Beijos moço!
ahhh me formei, agora já sou fisioterapeuta =p

Anônimo disse...

que maneiro, boas mãos, bálsamo para os sofredores. parabéns pela formatura. que bom gostaste da crônica, tenho me arriscado nesse campo desde muito recente, adoro esse tipo de trabalho. fico satisfeito com teu comentário. um bom novo ano e até logo,

gros bisous,